terça-feira, 31 de março de 2009 My Own Prison

A Corte está em sessão, um veredicto será dado. Nenhuma Apelação no Tribunal hoje. Apenas o meu próprio pecado. As Paredes são frias e pálidas. A Gaiola feita de ferro. Gritos enchem a sala. Sozinho eu caio e me ajoelho. Silencia agora o som... Minha respiração, é único movimento ao redor. Demônios desordenando a minha volta. Meu rosto sem nenhuma emoção. Acorrentado pela minha sentença. Não esperando nenhum retorno. Aqui não tem penitencia. Minha Pele começa a queimar... Gritos enchem a sala. Então, eu ergo minha cabeça mais alto. Escondendo o ódio que queima por dentro. Que alimenta o próprio orgulho...Todos os cativos...Fora do Sol. Um Sol que só ilumina alguns. Nós os oprimidos estamos todos em um. Eu ouço um trovão na distancia. Vi uma visão de uma cruz. Eu senti a dor que foi dada naquele triste dia de perda. Um leão ruge na escuridão. Só Ele tem a chave...Uma luz para me livrar do fardo e me conceder vida eternamente... Deveria ter sido morto. Numa manhã de domingo batendo minha cabeça sem tempo para Lamentações.. Não temos tempo... Deveria ter sido morto. Numa Manhã de Domingo batendo minha cabeça. Sem tempo para Lamentações.. Não temos tempo... Eu clamei a Deus esperando somente Sua decisão. Gabriel levantou-se e confirmou...Eu criei minha própria prisão.
creed - my own prison

3 outras vozes:

Diego Janjão disse...

Cara,toda vez que passo por aqui parece que você tah contando parte da minha vida...

Vistem: JaNjÃo ComicS

flw

Lucas Alsil disse...

uahuahs, somos parecidos Diego,

blog disse...

adoreiiiii.rss
se assemelha a vida!!
t1p