segunda-feira, 16 de março de 2009 Elephant Gun


Se eu fosse jovem, eu fugiria desta cidade.
Eu esconderia meus sonhos debaixo da terra.
Assim como eu, nós bebemos até morrer, nós bebemos à noite.
Longe de casa, com armas de caça.
Vamos abatê-los um por um.
Nós vamos derrubá-lo, ele não foi encontrado, não está por aí.
Que comece a temporada - onde tudo é certo e errado.
Que comece a temporada - abatamos os grandes animais.
Que comece a temporada - onde tudo é certo e errado.
Que comece a temporada - abatamos os grandes animais.
E ele rompe através do silêncio do nosso acampamento à noite.
E ele rompe através da noite, a noite toda, toda a noite.
E ele rompe através do silêncio do nosso acampamento à noite.
E ele rompe através do silêncio, tudo o que resta é que eu me esconda.
elephant gun - beirut

5 outras vozes:

palavraacida disse...

Não sei se meu comentário influiu mas agora o titulo com cor selecionável de cor diferente ficou melhor.

Lucas Alsil disse...

mas sempre foi assim !

Lenny disse...

retribuindo a visita
escreve muito bem !
Beijinhos
Rosilene
www.mondovideo.blogger.com.br

Rodrigo Estevam disse...

Gostei dessde poema...caso eu não esteja errado..foi você que escreveu lucas???

até...

Forte Abraço!
www.produckbr.tk

Lucas Alsil disse...

não foi eu não

é uma música da banda Beirut

o nome é Elephant Gun.