quarta-feira, 29 de abril de 2009 Jogo do Amor

bom, como eu "raramente" escrevo sobre amor aqui, hoje vim falar sobre o que realmente sinto, e acho sobre ele.

o amor é um jogo. FATO. onde se jogam duas pessoas apenas, e ambas as partes devem sair vencedoras. quando se perde, alguém fica estranho, chateado, com raiva do próprio adversário (a pessoa que ama). é um jogo exaustivo e viciante, quando você entra não quer sair mais. mesmo quando está perdendo continua apostando tudo o que tem de melhor na esperança de que um dia saia vitorioso dele. um jogo que mexe com seu cérebro, te faz imaginar, sonhar. sair de si mesmo, e voltar....não se sabe quando.

é um jogo prazeroso (como todo jogo) e que com a vitória, se fica radiante e quer continuar jogando. um jogo de cartas. das fortes. cartas quais, se deve esconder até o ultimo instante, pois como em todo jogo de cartas, se você as mostra, JÁ ERA QUERIDO (A). você sempre quer saber as cartas que seu adversário tem na mão, precisa saber o que ele realmente é, o que ele realmente pensa, e o que ele realmente tem (para te oferecer), blefes sempre acabam com o seu adversário nesse jogo.

é um jogo perigoso. deve-se conhecer bem o seu adversário, para se unir a ele. é um jogo diferente, onde o empate é o melhor resultado. a vitória ímpar, massageia os dois egos e fazem deles um corpo só. é um jogo qual você perde a cabeça logo na primeira "escorregada", na primeira "trucada" perdida, ou na primeira canastra que o adversário faz sem você, e te passa para trás. é um jogo que te tira do sério, faz você deixar de ser você, e só te pensar em ganhar, ganhar, ganhar...

é um jogo que te deixa a flor da pele. no qual você se humilha, chora, perde, ganha. um jogo cheio de reviravoltas, tá ganhando, tá perdendo, tá empatado ... bom, o pior jogo te todos, o mais viciante, pois te deixa sem sentido algum, sem órbita e até mesmo te faz ver tudo sem nexo.


quando o jogo termina, um sai chateado, triste. desfalcado, sentido falta de tudo o que apostou, de tudo que "pensou em fazer com o prêmio do jogo", todos os planos ... e fica na fossa, sem nada a fazer. mas quando o jogo não tem fim, e ambas as partes saem vitoriosas, os dois ficam felizes, sorrido, pois afinal, o amor é um jogo imortal, não se deve acabar nunca, pois amor que é amor, [não importa qual o tipo, fratenal, carnal, maternal/paternal , ou até mesmo a amizade (que também é um tipo de amor, mais isso fica pra outro post né)] nunca acaba. apenas fica guardado e escondido dentro de você. pronto para renascer a qualquer momento. cura anjo


ao som de : PCD - I Hate This Part Right Here e BEIRUT - Elephant Gun

5 outras vozes:

avassaladorasrio disse...

Querido amigo avassalador...
Pode ser considerado sim, um jogo.
O unico cujo resultado ideal é o empate sem ressentimentos ,inveja ou ciumes... qualquer outro resultado pode desequilbrar o time!

PeÐro BanÐoli disse...

UHAUHUAHUA Lucas, não precisa ser necessariamente apenas 2 pessoas jogando! Ja vi até 4! (66 /zoa
Uhauhauhuahua
O blog ta foda mano! :D
Abraço

Cynthia disse...

Não só o amor é um jogo... a VIDA é um jogo! ;)

Gostei do texto, gostei mesmo... profundo, intenso, do jeito que eu gosto.

Beijo!

Lorrαne Silvα disse...

Oi, olha... eu ganhei um selinho novo, aí eu tenho que passar ele pra 8 pessoas, e dentre essas oito eu escolhi você, tudo bem? o selinho tá lá no último post que eu escrevi; lá tbm tá esplicando o que voce deve fazer e tlas, tá bom?
beijos

Kriss disse...

que coisa linda, meu deus. você é meu orgulho lucas. ♥